Barítuna


Barítuna

A tuna feminina da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa  conta com cerca de 16 anos de existência tendo-se registado a sua fundação em março de 1996 resultado da separação  da Tuna mista (Tuna Académica da Faculdade de Direito de Lisboa). A primeira estreia em palco da tuna foi em 23 de maio de 1996.

O nome da tuna encontra significado na circunstância de a maioria das fundadoras da Tuna Feminina da Faculdade de Direito recém criada, terem voz grave (Barítono/a é um tipo de voz grave): nasceu o “clamor sereno mas retumbante das musas da grossa voz”.

São dois os acontecimentos anuais organizados pela Barítuna: o seu Festival “Xácara das Bruxas”, que se realiza pela altura do dia das bruxas, 31 de outubro (daí associar-se todos os símbolos de Halloween a esta tuna); e o encontro de tunas, o “Bruxinhas”, que ocorre por volta do mês de maio.

Ao longo do ano, a Barítuna conta com inúmeras participações em festivais, encontros e outras pequenas participações, contando com um extenso Curriculum Tunae.

Ano após ano a tuna recebe membros da Faculdade que, com a sua vocação ou espírito, possam e queiram abraçar este projeto. Recebemos aspirantes que gostem de cantar, que saibam tocar algum instrumento, que queiram aprender a tocar algum instrumento ou que apenas queiram viver o verdadeiro espírito académico e tenham vontade de receber tudo o que academia lhe pode oferecer.

X