Gabinete de Apoio à Vítima

GABINETE DE APOIO À VÍTIMA 

A FDUL incentiva todos os membros da comunidade académica (alunos, funcionários e docentes) a denunciarem quaisquer situações de assédio ou discriminação de que tenham sido objeto ou que tenham presenciado. Uma forma de o fazer consiste na apresentação de uma queixa formal para o email queixas@fd.ulisboa.pt, nos termos melhor explicitados em https://www.fd.ulisboa.pt/faculdade/denuncias/

No entanto, a FDUL reconhece que a decisão de apresentar queixa pode ser difícil, pelo que criou uma estrutura especializada de assistência: o GABINETE DE APOIO À VÍTIMA (GAV)

A FDUL considera que as vítimas de assédio sexual, de assédio moral ou de discriminação necessitam de apoio para lidar com as diversas dimensões dessas situações e de informação sobre os meios disponíveis, assim como de um aconselhamento nas respetivas opções.

A fim de garantir a adequada assistência nesta fase, as vítimas podem recorrer ao GABINETE DE APOIO À VÍTIMA e obter aconselhamento confidencial prestado por profissionais externos à FDUL.

  • O aconselhamento jurídico é assegurado pelo Dr. Rogério Alves, Advogado. O primeiro contacto deve ser feito, diretamente, através de email enviado para gav.jurista@gmail.com
  • O apoio psicológico e emocional é assegurado pela Dr.ª Susana Lourenço, Psicóloga. O primeiro contacto deve ser feito, diretamente, através de email enviado para gav.psicologo@gmail.com

Podem recorrer ao GABINETE DE APOIO À VÍTIMA todos os membros da comunidade académica: atuais estudantes, docentes e funcionários.

O GABINETE DE APOIO é uma estrutura de aconselhamento que acompanha as vítimas de assédio ou discriminação até ao momento de apresentação de denúncia formal. O GABINETE não presta apoio jurídico ou patrocínio em fases ulteriores. O apoio psicológico prestado não se destina a assegurar ou substituir intervenções terapêuticas complexas ou de longa duração.

A orientação e apoio são prestados com absoluta confidencialidade, bem como com total respeito pela autonomia e liberdade da vítima em apresentar denúncia formal, ou decidir não o fazer.

Dr. Rogério Alves

gav.jurista@gmail.com

Dr.ª Susana Lourenço

gav.psicologo@gmail.com

X